Em meio as grandes crises sociais que estamos vivenciando, temos o privilégio de estar num ambiente de ensino rodeado de pessoas que buscam viver a fraternidade. E para nós isso é motivo de celebração porque aprendemos com o decorrer do tempo, inspirados em cada fundador e fundadora, a valorizar e se alegrar com cada encontro e reencontro que a vida nos proporciona.

Neste ano em que também celebramos os 30 anos desta Instituição, é preciso olhar com mais intensidade e profundidade para nossa história, prosseguindo naquilo que é bom, resgatando o que vale a pena; como também tirar desse tesouro coisas novas que respondam aos anseios dos grupos que aqui se encontram.

Nosso desafio, enquanto corpo discente desse Instituto que nasceu em meio a tentativa de uma formação mais coerente, crítica e humana para a vida religiosa, é ter a coragem de colaborar na construção de um ensino aprendizagem que seja sempre pautado pelo diálogo, sendo enriquecida a cada vez mais pelos dons de cada irmã e irmão.

Nós, do Diretório Acadêmico, estabelecemos uma relação de compromisso para com essa instituição, especificamente para com o corpo discente do qual fazemos parte. Essa relação de comprometimento requer reciprocidade, por essa razão será de muita importância a colaboração e manifestação de cada um de vocês para continuarmos a exercer as tarefas de nosso grupo, tornando assim um D.A. cada vez mais participativo e descentralizado.

Dom Oscar Romero, patrono do Diretório Acadêmico, nos deixou um legado de humildade e coragem, certa vez ele pronunciou essas palavras ao povo Salvadorenho: “Que maravilha será o dia em que uma sociedade nova, em vez de armazenar e guardar egoisticamente, se partilhe, se reparta e se alegrem todos, porque todos nos sentimos filhos do mesmo Deus! Que inspirados na força e ousadia de São Romero da América, possamos, também nós, sermos instrumentos de transformação nessa faculdade que é fruto de um acreditar revolucionário que nos conduz a prática de políticas sociais pautadas em nossa fé para o desenvolvimento da pessoa. Que sejamos colaboradores na contínua edificação de um instituto sensato, lúcido e equilibrado, que respeite a todos, acolha o diferente e que se coloca a princípio na posição de escuta. Que possamos permanecer numa relação harmoniosa, construindo cada vez mais a fraternidade.

Download do Jornal D.A.

 

Fr. Douglas Leandro, OFMCap
Presidente do Diretório Acadêmico – 5º período da Filosofia