RESUMO

Vivemos em um mundo  líquido-moderno, em uma sociedade de consumo na qual tudo parece ser descartável, onde o novo já não é mais tão novo como antes parecia ser. Nele até os nossos relacionamentos são atingidos pelo fenômeno que Bauman define como sendo a fragilidade de nossos  laços em sua obra que tem como eixo central o conceito de Liquidez. No que tange às relações humanas, mais especificamente na dimensão da amizade, o pensamento de Santo Agostinho é referência, desde os séculos IV e V, perpetuando-se até os tempos atuais. O avanço da tecnologia trouxe consigo os meios de comunicação instantânea. Surgiram as Redes Sociais e, com elas, uma nova concepção de amizade. Hoje existem os amigos virtuais, os que só existem na Rede, e os amigos reais, aqueles que fazem parte de nosso cotidiano, os que vivem na Comunidade. Este contexto nos convida a uma reflexão acerca da relevância do conceito de Amizade em Santo Agostinho vivenciado nos dias de hoje a partir dos questionamentos de Zygmunt Baumam, pois,  no mundo em que vivemos, segundo ele, tudo é líquido, superficial,  nada é feito para durar.

Palavras-chave: Santo Agostinho. Amizade. Redes Sociais. Bauman. Liquidez.

Monografia Santo Agostinho (1,4 MB)

Clique acima para fazer o download da Monografia em formato pdf.