É com grande satisfação que apresentamos os cursos de Pós-graduação Lato Sensu do Instituto Santo Tomás de Aquino–ISTA. Desde a sua criação, no ano de 1987, a missão do ISTA tem sido contribuir para a formação integral de religiosos(as) e leigos(as), por meio de um processo pedagógico criativo, em diálogo com a pastoral e o mundo contemporâneo, em vista de uma sociedade inclusiva e sustentável, à luz da fé cristã.
Os cursos  de Pós-graduação Lato Sensu abordam temas e autores atuais e são ministrados por docentes com reconhecida competência em suas áreas de conhecimento, o que confere alta qualidade e credibilidade ao processo de ensino-aprendizagem. Com duração de um ano, os cursos são realizados em três módulos, durante os meses de janeiro e julho, possibilitando acolher interessados de várias partes do Brasil e do exterior.
Dessa forma, o ISTA estimula o intercâmbio regional, nacional e internacional de estudantes, docentes, instituições e organizações, resultando numa permanente troca de experiências e enriquecimento acadêmico-cultural.
Com alegria, apresentamos nossos cursos, visando ampliar as possibilidades de formação de religiosos/as, presbíteros, agentes pastorais e demais lideranças religiosas e leigas para a Igreja e a sociedade, além de reafirmar o compromisso de ser uma Instituição de Educação Superior sólida, assim como uma referência nacional na área de Ciências Humanas.

Cursos de Pós-graduação Lato Sensu

Missiologia

Formadores e Formadoras para a Vida Religiosa

Direito Matrimonial Canônico

Gestão Eclesial, de Pessoas e de Instituições Confessionais

Formadores de Presbitérios Diocesanos

Bíblia Sagrada

Aconselhamento Pastoral e Prática de Orientação Espiritual

Os interessados em fazer um dos cursos propostos devem realizar sua pré-inscrição dentro do prazo estipulado. Caso o número de vagas para a abertura do referido curso seja alcançado (20 alunos), os pretendentes que fizeram a pré-inscrição serão informados e orientados a fazer sua inscrição. O ISTA se reserva o direito de não ofertar o curso em questão caso não alcance a quantidade mínima de alunos efetivamente matriculados.